Buscar em rolex.org

MISSION BLUE

UM REFEITÓRIO PARA BALEIAS NOS AÇORES

Graças ao projeto Perpetual Planet, a Rolex presta apoio à organização de proteção da vida marinha Mission Blue, entidade sem fins lucrativos cuja meta é criar uma rede mundial de áreas denominadas Hope Spots, ou “locais de esperança”, a serem protegidas por abrigarem ecossistemas marinhos de importância vital.
OS AÇORES

UM CENÁRIO MARINHO EXUBERANTE

O arquipélago dos Açores é considerado uma região remota. Classificada como a parte mais ocidental da Europa, a Região Autônoma dos Açores situa-se no centro do Atlântico Norte e foi descoberta por navegadores portugueses no século XV, e até recebeu a visita imprevista de Cristóvão Colombo, surpreendido por uma violenta tempestade quando retornava da expedição à América.

O Arquipélago dos Açores é um território português composto por nove ilhas principais vizinhas da Dorsal Mesoatlântica, cadeia de vulcões que constituem o maior acidente geográfico do leito do Atlântico. No entanto, o caráter singular do arquipélago vai muito além da distância e das histórias de navegadores. O conjunto excepcional de características oceanográficas da área deu origem a um ecossistema com rica diversidade que a Mission Blue busca proteger por meio da criação de um local de esperança — região marinha legalmente protegida.

Porém, esse ecossistema de águas profundas é ameaçado por atividades humanas, como pesca, construção em faixas litorâneas, transporte marítimo e agricultura, sem esquecer os compostos contaminantes, o ruído subaquático e o lixo marinho. Com o apoio à população local e ao Governo Regional, a Mission Blue espera contribuir para minimizar os danos causados ao meio ambiente.

O empoderamento das populações locais é essencial para o programa, criando uma onda de apoio comunitário para a conservação dos oceanos.

OS AÇORES

UM REFEITÓRIO MARINHO

Os Açores proporcionam nada menos que um refeitório para espécies migratórias no Atlântico Norte. O arquipélago se enche de cetáceos, como as baleias, que encontram alimentos em profusão nos montes submarinos cobertos de luxuriantes jardins de esponjas e corais de águas frias. Os Açores também se beneficiam de uma leve ação das águas mais quentes do Giro do Atlântico Norte (corrente marítima circular) provenientes do braço sudeste da Corrente do Golfo. Nesse ponto, o oceano se divide em bacias profundas ocidental e oriental que abrigam ecossistemas de fontes hidrotermais. Cabe assinalar que muitos acreditam que os montes submarinos funcionam como “pontes”, interligando as faunas do Mediterrâneo e do Atlântico Norte.

Porém, esse ecossistema de águas profundas é ameaçado por atividades humanas, como pesca, construção em faixas litorâneas, transporte marítimo e agricultura, sem esquecer os compostos contaminantes, o ruído subaquático e o lixo marinho. Com o apoio à população local e ao Governo Regional, a Mission Blue espera contribuir para minimizar os danos causados ao meio ambiente.

OS AÇORES

UM LUGAR CHEIO DE VIDA

Sylvia Earle, a famosa exploradora marinha e fundadora da Mission Blue batizou os Açores de “ímã” de vida. “É um lugar realmente mágico. Fazer dos Açores um local de esperança me parece lógico. Basta perguntar para as baleias! Elas sabem muito bem como esse lugar é especial. No passado, eram mortas no arquipélago, mas atualmente os habitantes respeitam e tiram seu sustento dos cetáceos, organizando passeios para mostrar esses animais hoje considerados ‘concidadãos’ do planeta”.

Fazer dos Açores um local de esperança me parece lógico. Basta perguntar para as baleias!Sylvia Earle

Os açorianos percebem o valor de um ambiente marinho saudável. Alguns habitantes do arquipélago já ganham a vida com o ecoturismo, incentivando as pessoas a observar as baleias ou mergulhar para conhecer o jacuzzi submarino formado por bolhas quentes saídas das fontes hidrotermais.

Há muito o que ver. Existem cerca de 25 espécies de cetáceos (baleias, marsuínos, golfinhos etc.), quatro de tartarugas marinhas, 560 espécies de peixes, mais de 400 espécies de algas e alguns milhares de invertebrados, além de espécies endêmicas, como o painho-de-monteiro, o recife de corais de águas frias. E aqui só estamos falando dos que foram inventariados.

OS AÇORES

UMA EXTENSA ZONA DE PROTEÇÃO

O governo sempre se preocupou com a preservação dos recursos marinhos, tendo fixado quotas de pesca e regulado a emissão das licenças. Chegou até mesmo a proibir a exploração de uma zona tradicional de pesca, o Monte Submarino Condor, depois de estabelecer colaborações com cientistas, pescadores locais e agências de turismo.

Na década de 1980, o governo estabeleceu várias pequenas e dispersas Áreas Marinhas Protegidas (AMPs). Em 2019, foi mais além: em colaboração com a Fundação Oceano Azul e o Instituto Waitt, anunciou o programa Blue Azores, cujo objetivo é criar uma rede de AMPs totalmente protegidas cobrindo 15% do mar dos Açores. Os objetivos do programa são: desenvolver estudos e abordagens inovadoras que contribuam para uma gestão sustentável das pescas, apoiar processos científicos e implementar um programa de literacia azul para escolas e comunidades.

Cada local de esperança tem um “defensor” que representa a área e participa do trabalho ali desenvolvido. Christopher Pham, defensor dos Açores, é um pesquisador associado do centro de pesquisa Okeanos da Universidade dos Açores especializado em ecossistemas de águas profundas e poluição por plásticos. Seu compromisso com esse lugar extraordinário e total. “Os Açores apresentam um conjunto de características excepcional” explica Pham. “É uma região muito importante para inúmeras espécies migratórias. O arquipélago é uma escala na rota de migração dos grandes cetáceos”.

Mission Blue

SALVANDO OS OCEANOS GRAÇAS AOS HOPE SPOTS

Descubra mais

Criado em 2009, o objetivo do programa Mission Blue é criar uma rede mundial de “locais de esperança”, que são áreas do oceano consideradas de vital importância para a preservação de espécies marinhas ou onde a sobrevivência das populações locais depende do bom estado de conservação do ambiente marinho. Até o momento, a Mission Blue criou mais de 130 locais de esperança mundo afora. O sucesso do programa repousa na autonomia da população local para promover mudanças.

Ver todos os projetos

Perpetual Planet

Meio ambiente

Descubra